• ABM

A BASE DO TETO DESABA


Leiam novamente o título, só que da esquerda para a direita. Leram? Deu no mesmo? A BASE DO TETO DESABA. A dica é assaz clara; fica evidente que irei arrazoar sobre o desastre que ceifou nove vidas da igreja renascer, aquela seita perigosa, que logo, logo estará em listas como as que congrega a Al Quaeda de Osama, o Hamas, e as Farcs; só mudam os nomes e as atividades, o malefício comum é o mesmo, se não pior.


Escusado explicar que nem todos os denominados “neo-pentecostais” são gente de baixo quilate moral, párias, foras da lei. Não são. Muita gente de boníssima fé professa esse ramo do Cristianismo, não obstante alguns de seus líderes serem objeto de processos judiciais, suspeitos de enriquecimento ilícitos e demais carinhos que se encontram tipificados no Código Penal.


Os zelotes, sabem vocês dos zelotes? Esses rapazes são considerados os primeiros terroristas de que se tem registro na História; promoviam toda sorte de sedição, sabotagem, e incitação a toda espécie de crimes. Interessante que “zelote” vem do hebraico, ‘kanai’, ou seja, “aquele que tem zelo em nome de Deus”; é o que os sicofantas da seita renascer fazem, usam um termo cristão para se promover e produzir criminalidade. Os donos da seita, auto-intitulados “bispos”, disseram absurdos sobre um dos nove fiéis mortos dentro de sua filial cujo teto desabou:


“Uma delas disse que queria morrer dentro da igreja (...) aqui entre os mortais há muito trabalho a ser feito, mas o melhor mesmo é estar perto de Cristo”.


Em outro trecho, ele humoristicamente sentenciou:


“Essas vidas estavam preparadas para a eternidade. Deus levou aqueles que Ele desejava”.


A sacanagem do bandido e pseudo-bispo vai além: “Quem fez o teto da Lins de Vasconcelos desabar foi o Satanás”. Eu, se me fosse dado o poder, absolveria o diabo e condenaria o Sr. Hernandes, que hoje cumpre pena em Miami, por burlar a lei dos homens e seus códigos tributários e a de Cristo: “Daí a Cesar o que é de Cesar” (Mateus 22;21).


A sorte desta espécie de homem é que o mundo ainda é repleto de gente humilde de espírito, que se deixa enganar por maquiavélicos travestidos de porta-voz de um Cristo ilusório.


Que se há de fazer diante de tanta calamidade? Tecnicamente, a culpa não é dos donos dessas franquias cristãs; mas sim daqueles que a sustentam. Zelo para que um dia eles usem suas boas-fés para se ajudarem a si; para que não façam de homens como esse Hernandes, figuras poderosas e zombadoras de suas misérias. Se acaso o bom Cristo levar adiante o projeto não consumado de reaparecer por aqui, para redimir os seus e cumprir outras promessas, ele há de ficar estupefato com a ingenuidade de seus “seguidores”, de ladravazes como alguns desses donos de igreja ele não se surpreenderá: já lida com eles desde a criação do mundo.





Posts recentes

Ver tudo