• ABM

A Mulher



371 anos depois, a mais prestigiosa universidade do mundo elege para a reitoria uma mulher. É um pedaço de absurdo isso ser notícia e noticiado por mim e por toda imprensa internacional. A Sra. Drew Gilpin Faust irá comandar uma instituição das mais sérias e importantes do país mais poderoso do mundo; fundada em 1636, a escola é um celeiro de difusão de conhecimento e campeã em prêmios Nobel.


O reitor que a antecedeu disse, em 2006, que as mulheres “não tinham aptidão para as ciências exatas” entre outras delicadezas, o troco foi a eleição de uma mulher para assumir seu posto. Ah a mulher: Veja este “DUETO” o diálogo musicado feito por Chico entre um homem e uma mulher:


ELA:


Consta nos astros

Nos signos

Nos búzios

Eu li num anúncio

Eu vi no espelho

Tá lá no evangelho

Garantem os orixás

Serás o meu amor

Serás a minha paz

ELE:


Consta nos autos

Nas bulas

Nos dogmas

Eu fiz uma tese

Eu li num tratado

Está computado

Nos dados oficiais

Serás o meu amor

Serás a minha paz



ELE: Mas se a ciência provar o contrário

ELA: E se o calendário nos contrariar


OS DOIS: Mas se o destino insistir, em nos separar danem-se:


ELA: Os astros


ELE: Os autos


ELA: Os signos


ELE: Os dogmas


ELA: Os búzios


ELE: As bulas


ELA: Anúncios


ELE: Tratados


ELA: Ciganas


ELE: Projetos


ELA: Profetas


ELE: Sinopses


ELA: Espelhos



A magia do texto consiste no fato de que a mulher é a “Sensibilidade” e o homem “Racionalidade”, ela refere a astros, signos, búzios, profetas, ciganas, já o homem é cartesiano, tem a rigidez da “razão” e refere a projetos, tratados, sinopses, autos, dados oficiais, teses, em suma, o homem é uma repartição pública. Já a mulher, esse poço (ou mar?) de afeto é o motivo sincero de a civilização andar para frente.



Mesmo que por razões culturais (e não cerebrais) a mulher não tenha inclinação natural para ciências exatas, apesar de a polonesa Marie Curie ser a única pessoa a ganhar dois Nobel em matérias distintas, Química e Física, se o mundo e as coisas nele fossem regidas pela bruteza opaca da Razão, o mundo seria um conglomerado de monotonia.




Escrito por Alex Menezes às 06h42


Posts recentes

Ver tudo