• ABM

Ela

Por um momento ela expandia


E não tomava forma


Caia em trancos


Em sintonia


Com a gota da minha casa


Porém mesmo em dó menor


Se alinhavava dentro de


Um funil.


Estarrecedora, miava


Em gestos, em vez de


Soar febril…


Na varanda eu a vi


Soprando encantos


Insuflando o céu anil


Devorando espaços


Como se fosse


Um metal de flor


Ferril


E entre as nuvens


Desembocava


Na esquina de um barril


Nas estrelas nota


E então viola


O que nela é


Infantil…


De viúvas não sorri


Descasca a sorte


Em poeira e bendiz:


Nada me soletra


Espreito quieto


Tocaio a porta


E ela a mim é só


Gentil…

Posts recentes

Ver tudo

Nina