• ABM

Vida em Condomínio

O marido entra em casa exasperado, furiosíssimo, soltando fogo pelas ventosas:



- Esses filhos de uma %@#*!


- Que aconteceu bem? – diz assustada a mulher.


- Um desgraçado cuspiu da janela e a merda do cuspe caiu bem na minha cabeça!


- Ai meu Deus, bem! – disse preocupada.


- Vou chamar o síndico! Vou descobrir quem foi esse miserável!


- Melhor não bem!, pode ter sido o Vincetão Brigador!


- &*%#@ quem for, pode ser a &*%¨@ que o pariu!


- Mas bem... – tremia a senhora.



O homem saiu em busca da sua honra. Morar em prédio de condomínio requer algumas regras básicas de convivência. Defenestram coisas janela fora, jogam-se bitucas de cigarros no hall, camisinha (usada, claro) é produto dos mais comuns nalguns condomínios, o que indicam dois fenômenos desiguais: prevenção privada e porquice pública.



- Seu Talarico, olhe a minha cabeça, tá vendo? Quero que o Sr. descubra quem foi o cabra-safado que cuspiu em mim porque eu vou desconjuntar ele.


- Mas bem... – gemia a mulher.


- Sr. Algemiro, o senhor não é o primeiro a ser alvejado...



Tem cuspe que procura o transeunte. São os cuspes equipados com mira a laser. Se o sujeito fica embaixo da marquise, o cuspe teleguiado pára no ar, a espera da cabeça escolhida. Quem tem coragem de me desmentir? Uma calçada inteira versus o diâmetro da cabeça do infeliz. O pior cuspe é aquele que se espalha em pleno vôo, se abre que nem pára-quedas. Parece chuva, mas é cuspe. Se a pancada no cocuruto for mais pesada que a usual, nem pense em passar a mão; é cuspe verde, tipo pegajoso. Perdoe a nojeira leitor, mas o tema de hoje é como a infância da gente: curiosa sem asco.



- Vou quebrar o focinho do desgraçado. Quero que o porco seja multado! Ele tem que pagar!


- Calma bem... – suplicava a consorte.


- Não é assim, seu Algemiro. Não posso sair multando assim...


- Seu Talarico, o senhor não manda nessa joça?



O síndico desempenha um papel ingrato. Existem síndicas tiranas claro; onde não tem tirania? A tirania é o tempero para contrapor a monotonia condominial.



- Temos recebido reclamações do 7º andar.


- Quem mora no sétimo sou eu, o doutor Gicolina, a Dona Medeiros da Piaçava...


- 18 pedestres já reclamaram.


- 18!?


- Um deles, vítima por três vezes, fotografou o apartamento.


- Mas então tá resolvido, já sabemos quem é o féla!


- A féla o senhor quer dizer.


- Mas é mulher a desgraçada?


- Sim, e é a sua, seu Algemiro Bandeira.




Posts recentes

Ver tudo

O Culto