• ABM

O Diabo Veste Chávez

“Será que nunca faremos senão confirmar

A incompetência da América Católica

Que sempre precisará de ridículos tiranos...”



"O diabo esteve aqui ontem. Ainda está cheirando a enxofre".



Foi o que disse o presidente venezuelano Hugo Chávez ao seu colega de profissão, Bush. Figuraça esse Chávez. Tenho certeza que seu xará do SBT seria menos engraçado.



Mundinho esquisito o nosso.



Chávez vai a casa do Bush, defenestra-o, diz o diabo do diabo e sai da conferência lépido e fagueiro a andar pelo Central Park, sob proteção do... FBI!



O EUA compra mais da metade do petróleo (57%!) produzido pela Venezuela; a Venezuela é a maior dor de cabeça da atual política externa americana para a América Latina (Cuba é só um emblema), logo, o EUA financia as bravatas de Chávez, as compras de rifles AK-47, caças russos sucateados, etc.



Mundinho esquisito o nosso. O EUA é o maior inimigo de Cuba, mas o EUA mantém na ilha de Fidel a polêmica base de Guantánamo que serve aos americanos como presídio ilegal para terroristas; ela é uma fatia da ilha arrendada ad eternum num acordo escuso antes da Revolução.



O EUA financia, a oposição venezuelana. Como financiou os militares brasileiros na ditadura.



O livro que o venezuelano brande é de um notório ativista de esquerda americano, o professor do conceituado MIT, Noam Chomsky. Mas que relação pode existir entre um acadêmico e um tresloucado como o Chávez? Nada. Se o diabo, que não deve vestir Prada nem roupa nenhuma (leia roupa mesmo viu), disser que é de esquerda, Chávez se filia ao PD (Partido do Diabo*).




"É a maior ameaça ao nosso planeta, pondo em risco a própria sobrevivência da espécie humana". Prosseguiu ele se referindo ao Bush que também não é espinho que se cheire.



E se ambos trocassem de papéis? Imaginem um sujeito tosco como o Chávez sentado sobre o maior arsenal atômico do mundo?



Eu, que não tenho esperanças políticas, queria crer na boa-fé e no voluntarismo de gente como Chávez, mas assim como seu colega brasileiro, o que importa não é mais a ideologia (se é que ele já teve alguma) é a paixão cega pelo poder que coordena seus sentidos.



PS:


Como a letra “D” e a letra “T” tem quase o mesmo som, pela-mor-de-deus não confundam o recém-criado PD com o PT!! – já pensou se eles resolverem fazer um dossiê sobre a trajetória (dizem as más línguas) um pouco tortuosa do Sr. Diabo? Vai ser um diabo-nos-acuda.



PPS:



“Será que apenas os hermetismos pascoais

Os tons os miltons seus dons e seus sons genais

Nos salvam, nos salvarão dessas trevas e nada mais...?”




Então, que acha você?



Posts recentes

Ver tudo