• ABM

Homenagem à Cadeira

Como você esta agora? Em pé que não é, de bruços idem ao não. Esta numa cadeira. Sentada (o) – acho discriminação com as mulheres escrever “prezado (a)”, “Senhor (a)”, etc. – numa cadeira. Há objeto mais útil, simples e prático? É uma invenção dos deuses.



O mundo não progrediria sem o advento da cadeira. Thomas Edison, após queimar neurônios e o feixe da lâmpada por acaso, por certo estava sentado numa cadeira quando descobriu o acaso. Consta que Napoleão assinou cerca de 4 milhões de documentos. Não foi cavalgando. Foi numa cadeira, cadeira-de-campanha que fosse, mas era cadeira. Eu não faço nada que se compare as façanhas do corso francês ou do inventor americano, mas estou sentado numa cadeira, motivo que prova que esse precioso utensílio doméstico e profissional é imparcial e democrático, pois serve tanto a tontos como a gênios e guerreiros, passando também por beldades, porque têm cadeiras que não são de ferro.



Jesus não era de cadeiras. Gostava de andar em meio à multidão. Às vezes pregava dentro dum barquinho às margens do mar da Galiléia ou qualquer outro riacho, tal era o assédio dos fãs (será que Jesus dava autógrafo?). Mas ele era marceneiro, logo, se supõe, fabricou uma cadeira. Devia ser uma cadeira jenuína.



Existem cadeiras cobiçadíssimas como aquela do Palácio do Planalto. Outras temidas, como a do dentista. Cadeiras em fila de espera é um bálsamo. Existem cadeiras que todos querem evitar, como a dos réus. Todavia, a cadeira do juiz desprende sei lá que misterioso fluido que o faz, como um faquir, levitar sentado, tal é o gozo de julgar.


Ora lá, sem cadeiras muitas profissões seriam extintas. O barbeiro. O pianista. O motorista, a recepcionista, outras profissões ficariam em alta, como a do médico que cuida de varizes cujo nome não faço a menor idéia, seria varizeólogo? Varizeologista é mais bonito. Eu trato a minha cadeira como um ente querido. Os deficientes também devem agradecer a invenção. Quantos anos foram gastos até se descobrir que rodinhas numa cadeira facilitaria a vida dos com necessidades especiais?



Então fica combinado assim, você trata bem da sua cadeira, cuida dela direitinho, essa amiga silenciosa que suporta tudo da gente, o mau humor, o cansaço e o principal, nosso peso sobre ela. Tem cadeira que suporta até o peso da nossa consciência. Tchau.




Posts recentes

Ver tudo