top of page
  • Foto do escritorABM

A Copa do Mundo é Deles



Brasil, 21 de junho de 2014,


A final da Copa do Brasil se dará hoje, às 16h00 no Maracanã entre Costa do Marfim e Equador. Os equatorianos levam grande vantagem, pois têm o ataque mais positivo com 26 gols, mas os marfinenses detém a melhor defesa, apenas 4 gols sofridos em 7 jogos. Trindad Tobago e Senegal disputam o terceiro e quarto lugares do certame. Os brasileiros, decepcionados com o desempenho da Seleção, desclassificada na primeira fase, fugiram do Rio de Janeiro.


A Copa acaba sem deixar saudades. Problemas de licitação (gastou-se 45 bilhões de dólares, dos 5 bi inicialmente previstos), caos no transporte aéreo, ineficiência dos meios de comunicação, e o fatídico caso da delegação russa seqüestrada e levada para o Morro da Coréia quase fez a Fifa cancelar o torneio o que gerou uma crise diplomática uma vez que o Peru e a Bolívia pediram para terminar em suas terras o certame, garantindo segurança e a manutenção do espetáculo. O presidente da República, Bispo Marcelo Crivella, junto com o Conselho de Governo da Igreja Universal, subiram o morro carioca e resgataram, com promessas celestiais aos seqüestradores, todos os russos que, em pânico, voaram direto para Moscou.


O presidente da CBF, preso por suspeita de ter recebido 800 milhões de dólares de empreiteiros, fugiu do presídio de Presidente Bernardes no dia da estréia do Brasil. O caos se instalou mesmo quando foi descoberta a maracutaia envolvendo a Rede Globo e a Rede Record para obterem juntas o direito de exclusividade para transmitir a Copa. O STF entrou em campo e proibiu ambas as emissoras de exibirem a Copa, cabendo à TV Cultura a transmissão e distribuição dos jogos para o mundo inteiro. Globo e Record processam o presidente do Supremo, o Ministro Joaquim Barbosa.


O país está desacreditado, a imagem internacional que já rebolava, está trôpega, a esculhambação fez o dólar subir a R$ 6,83. A ONU ameaça com embargos caso o governo brasileiro não envie um relatório satisfatório esclarecendo todos os escândalos para a comunidade internacional.


Jornalistas, artistas e intelectuais ameaçaram tardiamente o dia 30 de outubro de 2007, data longínqua em que foi anunciada oficialmente que o Brasil sediaria o Mundial. Tarde demais para lamentar. A Copa do Mundo engoliu o país. Os festejos de outubro de 2007 soam como escárnio atualmente, pois nem mesmo o finado, porém vivo, mago Paulo Coelho, estrela da candidatura do Brasil à época, ousou prever uma tragédia de tal monta. Coelho (ou seu espírito) está refugiado no Afeganistão, hoje, a mais próspera economia do mundo, que cresce a taxas de 18% ao semestre.


É muito provável que após esta série de infortúnios, ninguém vá parar na cadeia, exceto o ministro do Supremo, que agiu dentro da lei. A situação é de tal gravidade que nem mesmo humoristas como José Simão que deu ontem, 20/06/14, entrevista ao JN em que chorava verdadeiramente, são capazes de produzirem piadas. O recesso está em todas as esquinas. O ex-presidente e atual candidato Luis Inácio Lula sem mais Silva disse que, caso fosse ele o presidente em 2010, nada disso teria acontecido, porque nunca na história deste país aconteceram tantas desgraças por causa de um simples jogo de bola.





Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page